corretor de imóveis

Corretor de imóveis: quais tipos você não deve ser de jeito nenhum?

Em qualquer profissão, ter um código de conduta e adotar algumas atitudes no dia a dia é fundamental para o sucesso. Quando se trata de um corretor de imóveis, essa tarefa pode ser ainda mais importante, pois esse é um ofício completamente dependente do nível de confiança e da percepção dos clientes.

Diante dessa realidade, saber quais os tipos de corretor você não deve ser de jeito nenhum pode ser uma excelente ideia para agradar o seu público e aumentar as suas chances de fechar boas transações. Confira o conteúdo que preparamos sobre o tema e descubra quais são eles.

O corretor de imóveis atrasado

Em um mercado tão competitivo quanto o imobiliário, pequenas atitudes podem fazer com que você perca espaço (e clientes!) para os seus concorrentes. Sendo assim, chegar atrasado a um encontro ou uma visitação é uma situação altamente indesejável, que você deve evitar a qualquer custo.

Logicamente, quem vive em um grande centro urbano costuma ter problemas com congestionamentos, mas isso não pode ser uma desculpa para perder a hora. Saia um pouco antes e use aplicativos de trânsito em seu favor, para fugir dos engarrafamentos. Caso haja algum contratempo, avise e peça desculpas imediatamente.

O corretor de imóveis “mala”

Ninguém gosta de vendedores chatos e essa realidade não é diferente no mercado de imóveis. Nesse ramo, utilizar o seu bom-senso é fundamental, de forma que você seja solícito e proativo com os seus clientes, mas sem deixar que isso torne você uma pessoa indesejável ou, em uma linguagem popular, um verdadeiro “mala”.

Tenha parcimônia no envio de mensagens de texto e em aplicativos de conversação. Não hesite em esclarecer dúvidas e cumprir com o seu papel de organizar visitas, orientar sobre as melhores negociações e estar sempre disponível. A exceção é que não é positivo e só representará chateação a curto, médio e longo prazos.

O corretor de imóveis desinformado

Estar desinformado é um dos maiores erros que um corretor de imóveis pode cometer e isso pode colocar em risco as chances de diversos bons negócios. É fundamental, como um bom profissional, saber muito bem em que chão está pisando e estar sempre em contato com as últimas tendências da área.

Além disso, ao apresentar uma unidade para o seu cliente, você deve conhecer cada detalhe de cor. Preço, metragem, número de cômodos, detalhes da documentação, vizinhança, reformas realizadas, estado da parte elétrica e do sistema hidráulico estão entre os itens que você não pode deixar de saber.

O corretor de imóveis extravagante

A profissão de corretor de imóveis não tem um código muito restrito no que diz respeito à vestimenta, mas é fundamental ter alguma atenção quanto a esse aspecto. Em países mais frios, é comum o uso de terno e gravata. No entanto, em nossas terras predominantemente tropicais, isso é bastante raro.

O importante é apostar em trajes sóbrios, mas sem que eles sejam necessariamente muito formais. Também é interessante ter cuidado no próprio linguajar e nas conversas, ouvindo o cliente atentamente e controlando a ansiedade, sem atropelar o raciocínio das pessoas no meio das conversas.

Essas são algumas dicas úteis para o corretor de imóveis. Gostou do conteúdo? Então confira também nossas dicas para ser um corretor independente!

Compartilhe, curta, recomende:

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.