O que preciso saber para investir em imóveis?

imagem ilustrativa de o que preciso saber para investir em imóveis

O mercado imobiliário é uma excelente opção de investimento que, além de valorizar o capital investido, ainda garante solidez e segurança patrimonial. Porém, uma dúvida frequente tende a ficar no caminho de quem planeja se aventurar por essa área: o que preciso saber para investir em imóveis?

Nesse post, vamos apresentar um resumo das informações mais relevantes para quem quer se tornar um investidor no segmento. Confira!

1. Tenha um objetivo

O mercado imobiliário oferece uma variedade enorme de tipos de imóveis. Sendo assim, antes de tudo, é importante que você conheça bem cada um deles, procurando observar qual se encaixa na sua capacidade de compra e naquilo que você pretende como investidor.

Você pode, por exemplo, optar por investir em apartamentos, que oferecem rentabilidade com a locação, boa liquidez e condições de negociação favorecidas pelos financiamentos específicos para o setor.

Existem, também, salas, lojas e outros tipos de imóveis comerciais, que são alugados por prazos longos e oferecem um bom rendimento, e os terrenos, que podem servir tanto à valorização quanto à construção de um edifício residencial ou comercial.

Portanto, o primeiro passo é buscar o máximo de conhecimento sobre cada uma destas características e, com base nelas, estabelecer um objetivo de investimento

2. Deixe a emoção de lado

A emoção raramente é uma boa conselheira para o investidor. Não se preocupe com suas opiniões pessoais sobre um determinado imóvel, afinal não importa se ele lhe agrada ou não, desde que ofereça uma boa perspectiva de lucro. Lembre-se: você não vai morar ou trabalhar naquele local. O que importa é procurar compreender qual a rentabilidade que ele pode oferecer. 

3. Tenha a certeza de que poderá pagar

O pagamento à vista não é a única opção para quem pretende investir em imóveis. É preciso considerar que existem linhas de crédito — como as oferecidas pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH) ou pelo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) — que permitem a formação de um patrimônio, mesmo a quem não tem todo o recurso para pagar à vista.

Porém, se você for lançar mão de uma alternativa de financiamento, procure conhecer todos os detalhes sobre taxas de juros, amortização e seguros, que oneram o crédito que você porventura venha a receber. Faça as contas com base nessas informações, para garantir que as prestações do empréstimo caberão no seu orçamento.

4. Projete o aluguel

Você pode ganhar dinheiro de várias formas com um imóvel. Por exemplo, comprando por preços baixos, você pode obter um lucro rápido com a revenda, algo que não é muito frequente. Você ainda pode, como já vimos, comprar um terreno e construir sozinho, ou junto com sócios, e lucrar com a venda do novo imóvel. Mas é no aluguel que a maioria dos investidores encontra boa rentabilidade.

Para isso, é essencial que você também pesquise o mercado de locação, a fim de saber os valores que estão sendo praticados para o tipo de imóvel no qual você pretende investir. A partir daí, você poderá projetar quanto ganhará com o aluguel.

Vale lembrar que, além da valorização, esse é um retorno mensal.

5. Conheça os custos extras

Quando alguém compra um imóvel, deve também se preparar para arcar com os custos extras do negócio. Além do preço da propriedade, em si, existem também os custos das taxas cartoriais, do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis Inter-Vivos (ITBI), a comissão do corretor que intermediou o negócio, entre outros. 

Para que você saiba exatamente quanto vai gastar, antes de fechar qualquer negócio, procure conhecer exatamente quais são esses custos e a quem caberá pagá-los — a você ou ao vendedor.

6. Procure um corretor

Um bom profissional do mercado imobiliário, além de ser capacitado pra lhe orientar sobre as características desse tipo de investimento, também poderá propor ótimas opções de imóveis, de acordo com o seu perfil.

E agora que você sabe o que é preciso saber para investir em imóveis, que tal compartilhar esse post com os seus amigos?

Compartilhe, curta, recomende:

Deixe um comentário