Alugar o imóvel pode parecer uma tarefa simples, mas exige uma série de cuidados. Da prospecção do inquilino à assinatura do contrato, há etapas a serem cumpridas para que se feche um negócio com segurança e rentabilidade.

Neste post separamos algumas dicas para os proprietários que desejam alugar um imóvel sem contratempos. Confira:

Prepare o imóvel

O primeiro passo para valorizar seu imóvel para locação é cuidar da manutenção. Ele deve estar sempre limpo, arrumado e com pintura em dia para deixar uma boa impressão na hora das visitas. Se tiver quintal, mantenha tudo em ordem, com grama aparada.

Os inquilinos costumam descartar imóveis se desconfiam que há obras ou reparos a fazer. Por isso, considere a manutenção como um investimento e não um gasto. Valorize os diferenciais de sua casa ou apartamento, como churrasqueira, piscina ou cômodos mobiliados. Eles impressionarão os candidatos a locatários.

Defina um valor justo

A definição de quanto cobrar pelo aluguel não deve acontecer na base do ‘achismo’. É preciso informar-se acerca dos preços praticados no mercado e ponderar sobre o que valoriza seu imóvel e pode atrair os inquilinos.

Localização, tamanho, disposição dos cômodos, estado de conservação, enfim, há uma série de parâmetros que se deve analisar para definir o valor. Tenha em mente que, pedindo um valor baixo, você pode deixar de faturar o justo. Mas se exagerar no pedido, pode ter dificuldades de encontrar interessados. E imóvel desocupado sempre gera despesas.

Informe-se sobre o inquilino

Ao surgir um interessado é preciso fazer algumas avaliações antes de fechar o negócio. Especialmente para prevenir-se do risco de inadimplência. Por isso, peça ao candidato comprovantes de renda e certidões negativas de débitos e dívidas.

Você pode, inclusive, consultar seu perfil nos serviços de proteção ao crédito. Essa é uma etapa delicada, mas essencial para reduzir o risco de problemas no futuro.

Defina uma garantia locatícia

Fiador, seguro fiança, caução… O mercado oferece algumas alternativas de garantia contra a inadimplência do inquilino. Avalie cada uma das opções e defina qual delas é a ideal para suas aspirações.

Capriche na vistoria

A vistoria prévia é a sua garantia de que, ao final do contrato, seu imóvel será devolvido nas mesmas condições em que foi entregue ao locatário. Por isso, seja criterioso e detalhista. Anote o estado de conservação de todos os itens, detalhe a mobília que está no imóvel, se for o caso, e colha a assinatura do inquilino.

Cuide do contrato

Toda a sua relação com o inquilino será pautada pelo que consta no contrato. Logo, ele deve ser elaborado com muita parcimônia. Itens como o valor do aluguel, tempo do contrato e multas por atraso, por exemplo, devem estar bem claros para que não sejam passíveis de contestação.

A redação do contrato de locação é um dos itens para o qual mais se aconselha contar com uma assessoria profissional.

Não descarte contratar um corretor ou imobiliária

Como você viu, existe uma série de cuidados indispensáveis para que o aluguel do seu imóvel seja um negócio bom e seguro. Há muitos detalhes que podem passar despercebidos quando não se está acostumado aos trâmites do mercado de imóveis. Contar com o auxílio de um corretor ou de uma imobiliária pode garantir tranquilidade.

Estes profissionais têm vasta experiência no desdobramento de itens, como a avaliação cadastral do inquilino e a elaboração do contrato, por exemplo. Além disso, contratempos podem desgastar a relação entre locador e locatário. Com o apoio da imobiliária, você não se envolve com isso.

Esses são alguns cuidados básicos que o proprietário deve considerar quando decide alugar o imóvel.

Se você deseja evitar preocupação com esses processos, entre em contato conosco que cuidamos da sua locação.

Compartilhe, curta, recomende:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.