4 mitos e verdades sobre o corretor imobiliário

imagem ilustrativa de corretor imobiliário

O mercado de imóveis parece muito sedutor para o profissional à primeira vista. Por conta disso, muitos pensam em migrar para o setor e tantos outros desistem dele, mas o pior, é que uma boa porção de cada uma dessas decisões, pode ter origem em informações erradas.

Pairam sobre a profissão de corretor de imóveis uma série de mitos, alguns a atrair, outros a afastar pessoas da atividade, que, embora esteja em franco desenvolvimento, ainda carece de maior conhecimento geral de como se processa a verdadeira atuação de um profissional, assim como suas características, demandas e necessidades.

Portanto, neste post apresentamos os mitos e as verdades da profissão. Continue a leitura e descubra o que é realmente fato e o que não passa de mera invencionice popular. Vamos lá?

1. O corretor imobiliário precisa sempre estudar

Verdade! Muitas pessoas acham que a profissão de corretor imobiliário é daquelas na quais o que conta é apenas o talento, enquanto o aprimoramento não chega a ser uma necessidade. No entanto, isso é um tremendo erro. O fato é que esses profissionais precisam estar em constante movimento, se atualizando sempre que possível.

O mercado de imóveis é bastante dinâmico. O mesmo acontece com os outros segmentos relacionados a ele, como tecnologia, engenharia, arquitetura e decoração de interiores.

Além disso, o ofício de corretor de imóveis é regulamentado e, para obter a credencial do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI), é necessário ter formação acadêmica de um curso técnico ou superior na área.

2. O corretor imobiliário trabalha a hora que quer

Mito! Essa é uma das grandes inverdades sobre a profissão, pois os corretores imobiliários estão entre os profissionais que não podem se dar ao luxo de trabalhar somente quando desejarem.

O fato é que, em um mercado tão competitivo como o de serviços imobiliários, quem colocar dificuldades na comunicação com os clientes estará fadado a perder bons negócios.

A flexibilidade é fundamental e, assim, quem anseia por sucesso no segmento precisa estar sempre com o celular carregado, contar com linhas de diferentes operadoras, abrir mão de finais de semana, entre outras coisas. A internet também é importante: checar constantemente os e-mails e as mensagens do WhatsApp é indispensável.

3. O corretor imobiliário se importa com o cliente

Verdade! Muitos acreditam que o corretor imobiliário quer apenas empurrar a sua cartela de propriedades para os clientes, mas o fato é que os profissionais com uma carreira de sucesso nessa área estão muito mais preocupados em atender às expectativas e necessidades do seu público.

O ideal é que esse profissional seja um parceiro, um verdadeiro consultor que estará sempre disposto a oferecer o melhor e a assessorar ou esclarecer todas as dúvidas das pessoas. Dessa maneira, ele naturalmente fechará mais negócios e ganhará indicações espontâneas para os amigos e parentes dos seus clientes.

4. Qualquer um pode ser um corretor imobiliário

Mito! Esse é um boato que ronda constantemente a profissão, pois muitos corretores vieram de áreas do mercado que são completamente distintas entre si. Entretanto, o fato é que, para se dar bem no setor imobiliário, é preciso reunir algumas características fundamentais, que nem sempre fazem parte da personalidade de um indivíduo.

Entre as habilidades mais importantes, podemos citar a capacidade de comunicação, o talento para vendas, o dom da argumentação, o poder de oratória, a facilidade em lidar com um público diversificado e também bastante resiliência!

Você já se deparou com alguns desses mitos e verdades na sua carreira de corretor imobiliário? Como reagiu? Tem outras dúvidas sobre o assunto? Conhece mais mitos? Deixe um comentário!

Compartilhe, curta, recomende:

Deixe um comentário